17/10/2012


Inaudito

 

 

Mesmo que todos os jardins
feneçam pela árida espera;

Mesmo que uma torrente de enganos

desaguem nos desertos;

Mesmo que eu sobreviva

à indiferença e à férrea descrença

Ela, a Esperança,

cresce no verde das folhas
e na promessa de um sorriso inerte.

 

Categoria: Abstrações
Escrito por Ligia Araujo às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil


BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, Portuguese, Latin, Arte e cultura

Histórico