28/06/2012


Ecos II

 


 

Escondo meus esquadros,

disfarço meus ensaios.

Embalada pelo vento

vou te vendo,

vou te tendo

em pensamento.


Num momento

clamo o teu nome,

não me engano,

não te estranho.


Meus olhos te procuram

não me escutas,

não me culpas:


Amo assim e sem querer,

vou te ver,

te reter lá e cá,

dentro e fora,

aqui e agora...

 

 

 

Categoria: Abstrações
Escrito por Ligia Araujo às 18h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil


BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, Portuguese, Latin, Arte e cultura

Histórico